Arranca a nova estrutura orgânica do Município de Viseu

 

Na sequência da entrada em vigor do novo regulamento de organização dos serviços da CMV, e visando o arranque da sua implementação foi hoje dada posse aos novos dirigentes de 1º e 2º grau.

Foram nomeados 2 Diretores de Departamento e 16 Chefes de Divisão. Persistem por ocupar vários lugares de chefia que serão agora providos com recurso a colaboradores a recrutar fora do Município de Viseu.

Este regulamento aposta na orientação dos serviços municipais para os principais objetivos de política consagrados no Programa Viseu Primeiro: Desenvolvimento Económico, Desenvolvimento Urbano e Coesão Territorial, e a Coesão Social e Qualidade de Vida.

Assenta em vários princípios chave, eficácia; planeamento; coordenação e cooperação; transparência, controlo e responsabilização; qualidade, inovação e modernização; gestão por objetivos; e dever de informação.

Na evolução registada, destaca-se uma maior integração das participadas com a estrutura orgânica do município e maior integração das unidades que anteriormente estavam na estrutura matricial nos diferentes departamentos.

Os departamentos passam a espelhar uma filosofia de Serviços Partilhados e adequação às novas competências dos municípios. Promove-se a integração do funcionamento da Ação social com a Habisolvis e reforça-se a articulação entre a Viseu Novo SRU a Divisão de Gestão Urbana e o Gabinete da Cidade.

No novo departamento de Ambiente Obras e Sustentabilidade é fomentada uma especialização e são introduzidas novas valências, como é o caso da inteligência urbana.

Na área urbanística verifica-se um redesenho do departamento com integração de função de desenvolvimento económico e separação dos processos promovidos por empresas e particulares, sendo preconizada a segregação de funções entre licenciamento e fiscalização.

A nova orgânica municipal, que reforça a orientação dos serviços para o munícipe e para as novas competências da autarquia, verá os seus efeitos e potencial serem robustecidos pelo reforço da desmaterialização dos serviços municipais, que se estenderá ao urbanismo ainda este verão.

A relação dos dirigentes empossados, e dos lugares que serão ainda providos é a seguinte:

Departamentos – Unidades Orgânicas de 1º grau
Serviços Partilhados – Adelino Costa
Desenvolvimento Social – não provido
Desenvolvimento Económico e Ordenamento do Território – não provido
Ambiente, Obras e Sustentabilidade – Henrique Domingos
Divisões – Unidades Orgânicas de 2º grau
Divisão de Recursos Humanos – Jorge Couto
Divisão Financeira e Logística – João Matos
Divisão de Comunicação, Informação, Protocolo e Relações Externas – não provido
Divisão Jurídica – Alexandra Paula
Divisão de Execuções Fiscais e Contra Ordenações – não provido
Divisão de Informática – Sandra Santos
Divisão de Notariado e Registo Patrimonial – Rui Duarte
Divisão de Educação – Clara Pombeiro
Divisão de Cultura e Turismo – Dora Mariano
Divisão de Desporto e Juventude – Tiago Freitas
Divisão de Planeamento – António Gonçalves
Divisão de Fiscalização Urbanística – José Almeida
Divisão de Apoio ao Investimento – Isabel Alves
Divisão de Gestão Urbana – José Figueiredo
Divisão de Energia e Mobilidade – Paula Gomes
Divisão de Estudos e Projetos – Carlos Graça
Divisão de Obras e Equipamentos – Célia Coelho
Divisão de Ambiente, Higiene Urbana e Espaços Verdes – Ana Carvalho