A PARTICIPAÇÃO DAS FREGUESIAS DO CONCELHO, PROVA A GRANDEZA E A IMPORTÂNCIA DAS CAVALHADAS DE VILDEMOINHOS

Atenta aos valores de que Viseu dispõe , a direção das Cavalhadas de Vildemoinhos, está atenta para numa missão de filantropia louvar os bons serviços prestados, divulgando também o que de melhor se faz. Daí que tenha colocado, como tema , para as Cavalhadas de 2019: “Memórias e sabores”. Enaltecendo de forma especial e particular o centenário de GNR – Pela Lei e pela Grei, de Viseu, e a célebre broa de Vildemoinhos, reconhecidamente pela boa qualidade.

Entre os corpos diretivos das Cavalhadas de Vildemoinhos Anabela Tavares Abreu Sousa, secretária, que se tem destacado pelo excelente serviço que tem prestado. Autêntico computador no conhecimento e ação criativa, acrescentou a importância da gastronomia a nível da região, tão rica e variada e que a Câmara Municipal, através do pelouro da cultura promove.

Com tudo na ponta da língua, Anabela Abreu começou por fazer justiça lembrando, de modo zeloso, o trabalho que as equipa fazem ao longo de meses para que, no dia 24 de junho, as Cavalhadas de Vildemoinhos subam à cidade grandiosas, inovadoras, melhores de sempre, ao ponto das Cavalhadas de Vildemoinhos terem um historial tão importante e com o maior prestígio, alguns freguesias também se incorporarem e associarem, com casos tradicionais, pois todos eles serão bem vindo – congratulou – se para logo prosseguir:

  • “ No cartaz anunciador das Cavalhadas de Vildemoinhos de 2019, para além de se fazer tributo ao centenário da GNR e à gastronomia, onde se destaca a broa de Vildemoinhos, como rainha, tem o coração, nas tricanas, que ali aparecem, de volta, a vinte e um, dedicado à cultura, com a sua apresentação, num dos cinco dias de festa para Vildemoinhos.
  • Nesta apresentação, recuperamos mais umas das muitas tradições deste povo trambelo, com as tricanas, que vem desde a década de 30, chegando a ser famoso a nível nacional, que veio de um outro chamado Flor do Pavia.
  • Historiando todo o passado destes grupos, encontramos motivos etnográficos da maior importância para serem chamados enriquecendo assim a tradição trambela , englobando padeiras, moleiros, agricultores, lavadeiras.

Perante esta riqueza etnográfica das tricanas, a direção da presidência de Ramiro Figueiredo, entendeu anexar às Cavalhadas de Vildemoinhos, tal como os Zés Pereiras, como inicio de uma nova era, todos eles fazendo o seu próprio caminho.

Entre muitas outras inovações no desfile das Cavalhadas de Vildemoinhos, acrescentou Anabela Abreu vai ser o aparecimento da Caritas, como parceiro, passando a ter a incumbência do cravanço, sendo parte da receita doada aquela associação de beneficência.

A terminar, quero chamar a atenção às pessoas e condutores que circulem da rua de acesso ao estádio de Futebol dos Trambelos para repararem no lindíssimo mural pintado no lado lateral do pavilhão da Associação de atividades tradicionais das Cavalhadas de Vildemoinhos, dedicado à povoação, com a inserção de toda a tradição do povo trambelo, onde aparecem com perfeição e requinte de qualidade as padeiras, agricultores, tricanas, Zés Pereiras, Lusitano futebol, moinhos, vegetais que na época eram vendidos na praça 2 de Maio.

Um dos elementos na contratação de grupos que tem desfilado pelas ruas da cidade de Viseu, é o vice presidente Acácio Braguêz da Costa que faz apelo à população de Viseu para assistir às Cavalhadas de Vildemoinhos por ser algo de novo, de diferente, de grandioso, com particular sentido para que os professores levem os alunos assistir ao desfile como ação pedagógica e cultural dando- lhes a conhecer uma linda e histórica tradição.

Segundo Acácio Braguêz, para se avaliar quanto é importante e rico o cortejo das Cavalhadas de Vildemoinhos bastará somente divulgar os número envolvidos ao ultrapassarem os cem mil euros, valores distributivos pelos carros alegóricos e tradicionais, bandas , conjuntos, grupos de folclore, cavalos onde este anos se conta com a presença de campinas de Santarém.

Daí que valha a pena vir assistir ao cortejo como o evento mais popular e da maior grandiosidade que se realiza pela região da Beira.

Por último, praticamente em conjunto, Ramiro Figueiredo, Acácio Braguêz, Anabela Abreu e Carla Maria Abibe fizeram agradecimento aos homens e mulheres que trabalharam para a realização das Cavalhadas 2019, e à Câmara Municipal, através do pelouro da cultura pelo apoio às Cavalhadas e às tricanas, a toda a população pelos cinco dias de festa onde todos e os demais proporcionaram o cortejo mais bonito dos últimos anos.

Fernando de Abreu