ACADEMI@ STEM MANGUALDE PROMOVEU VISITAS DE ESTUDO

JOVENS APRENDEM CIÊNCIA A BRINCAR

ACADEMI@ STEM MANGUALDE

PROMOVEU VISITAS DE ESTUDO

ALUNOS EFETUARAM VISITAS AO EDUPARK E À FÁBRICA CENTRO DE CIÊNCIA VIVA EM AVEIRO

 

A Academi@ STEM Mangualde promoveu, na semana passada, uma série de visitas de estudo ao EduPARK e à Fábrica Centro de Ciência Viva em Aveiro. Nestas visitas, que decorreram de 25 a 28 de fevereiro, participaram as turmas piloto do 2.º ano e a turma do 5.º ano do Agrupamento de Escolas de Mangualde, num total de cerca de 170 alunos.

 

Na Fábrica da Ciência Viva, os jovens puderam visitar e desenvolver atividades no laboratório, na oficina de robôs, no sítio dos robôs, na barriga do caracol, participando ainda em workshops vários onde aprenderam ciência a brincar.

No EduPark, um projeto da responsabilidade do Centro de Investigação Didática e Tecnologia da Universidade de Aveiro, os alunos participaram na atividade “Aprender com o EduPARK: jogo interativo com realidade aumentada”. O grande desafio do projeto EduPARK é criar estratégias originais, atrativas e eficazes de aprendizagem interdisciplinar em Ciências Naturais, Físico-Químicas, Matemática, História, entre outras, através da criação de uma aplicação interativa em Realidade Aumentada (RA), com recurso a dispositivos móveis, suportando atividades baseadas em Geocaching, que será explorada por professores e alunos desde o ensino básico ao superior, em contextos de atividades ao ar livre.

 

ACADEMI@ STEM

A Academi@ STEM Mangualde nasceu para trabalhar a educação das áreas da Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática de uma forma mais integrada e agregadora. Este é um projeto do Município de Mangualde, destinado ao Agrupamento de Escolas de Mangualde, que conta com o apoio do EduFor. Tem como principal objetivo promover o sucesso escolar, preparando os estudantes de hoje para o mercado de trabalho do amanhã, sendo financiado ao abrigo do Portugal 2020, no âmbito da Promoção do Sucesso Educativo Viseu Dão Lafões.

A sigla STEM designa, em Inglês, as quatro áreas do conhecimento: Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática (em inglês Science, Technology, Engineering, and Mathematics). Este novo conceito tem a função não só de identificar as quatro áreas, mas também de interligá-las, incentivando a aprendizagem interdisciplinar, com foco na aplicação prática da aprendizagem.