Alterações na especialidade de nefrologia prejudicam doentes do distrito

O deputado do CDS Hélder Amaral questionou o ministro da Saúde sobre eventuais mudanças nas especialidades hospitalares que poderão vir a afetar o Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV), designadamente no que respeita aos serviços de nefrologia (especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento clínico das doenças do sistema urinário, em especial o rim).
Em causa está o documento sobre a Rede Nacional de Especialidade Hospitalar e de Referenciação, Nefrologia, de 23 de setembro último, ainda em fase de discussão pública, cujas alterações propostas poderão vir a traduzir-se numa “perda de competências que prejudicam fortemente a população do distrito”, segundo o deputado.
Hélder Amaral pretende saber qual será a disponibilidade do Ministério para alteração do mapa desenhado no documento, e no âmbito da determinação daquele novo mapa, quantos profissionais da área da nefrologia foram consultados e quantos desses eram dos centros hospitalares dos distritos de Viseu, Guarda e Vila Real.
O deputado faz notar que “as valências hospitalares do Centro Hospitalar Tondela Viseu são reconhecidas por uma vasta população que, no distrito, é bastante heterogénea em termos clínicos, mas que ao mesmo tempo, e em conjunto com uma série de concelhos da Guarda, é muito ligada, até pela vertente do serviço público de transportes, à cidade de Viseu”. Por isso alerta para a possibilidade de Viseu estar à beira de perder serviços importantes para muitos doentes.