Ângelo Moura defende que “a escola é um espaço de construção de saberes”

Para assinalar o arranque do novo ano escolar, o Presidente da Câmara Municipal de Lamego marcou presença esta terça-feira no ciclo de conferências “Educação e Cidadania: os desafios de uma Escola para todos”, que decorreu no Teatro Ribeiro Conceição. Numa organização do Centro de Formação de Professores Lamego, Armamar, Resende e Tarouca (CEFOP-LART), este encontro pretendeu estimular os professores e as escolas a refletirem mais uma vez sobre a melhor forma de responder, eficazmente, aos desafios que hoje em dia se colocam na escola e na educação.
Durante a sua intervenção, Ângelo Moura defendeu que é “adepto” da descentralização das competências na área da educação, em particular nos setores da gestão e dos equipamentos. “Quanto mais próximos os centros decisórios estiverem das populações, mais fácil é a resolução dos seus problemas”, fundamenta. No ano letivo 2020/21, o Município de Lamego tomará “atempadamente” a “decisão adequada” sobre se assumirá estas novas competências, com o objetivo de estar sempre ao serviço da escola e dos alunos. “A escola é um espaço de construção de saberes. Isto implica que ocorram sempre alterações que exigem esforço e dádivas diárias”. A finalizar, o autarca afirmou ainda contar com todos os profissionais e demais parceiros ligados à educação para o desenvolvimento de uma política educativa municipal que vise aumentar a competitividade das escolas e dos alunos do concelho.