ANMP acolhe petição “Portugal 100% digital” e envia proposta ao Governo

Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses aprova, por unanimidade, envio de proposta ao Governo e à ANACOM, na sequência da petição lançada por Almeida Henriques

O Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) aprovou, por unanimidade, uma proposta de criação de um acesso universal a redes de comunicação e internet em todo o território nacional, resultante da petição pública lançada por Almeida Henriques, presidente da Secção de Municípios Cidades Inteligentes da ANMP.

Reunido esta terça-feira na Batalha, o Conselho Diretivo da ANMP anunciou que irá agora enviar a referida proposta ao Ministro do Planeamento e Infraestruturas, à Autoridade Nacional para as Comunicações (ANACOM) e aos Municípios.

A ANMP propõe ao Governo e à ANACOM que, concertadamente com os operadores instalados, assumam o desígnio de, em três anos, criar uma infraestrutura partilhada, de fibra ótica e GSM com idêntica qualidade e fiabilidade em todo o território nacional.

“Este grave problema faz com que mais de um terço do país ainda seja um enorme ‘buraco negro’ que só se resolve com uma política pública do Estado que, associando-se aos operadores privados, permita criar uma rede única, partilhada, que proporcione a cobertura de 100% do território nacional, permitindo a fixação de pessoas e empresas em todas as áreas, designadamente as rurais, em condições de desenvolvimento semelhantes às áreas urbanas e do litoral”, sustenta a proposta.