ARY anuncia novo single “bring me home”

ARY anuncia o lançamento de novo single – “bring me home”, com data marcada para 8 de novembro. Este novo tema representa não só um ponto de viragem a nível sónico como também a nível da própria imagem da banda.

 

Pop, Hip-hop, house e sub-géneros como dark pop são alguns dos ingredientes dominantes que podem ser identificados nesta nova música.

Baseado nas experiências e vivências da banda ao longo das duas extensas digressões europeias, ARY sabe o que é estar muito tempo longe de “casa”. Enquanto que para uns, “casa” são as quatro paredes que constituem o seu lar, para outros, o mesmo sentimento pode ser alcançado aquando na companhia de quem amamos. O certo, é que é nos momentos mais difíceis, quando tudo parece impossível, que o que mais queremos é que alguém nos traga de volta para casa.

 

 

A música:

O novo single “bring me home” foi gravado e produzido por Dénis Rhomays, em conjunto com Érika Martyns assumindo sobretudo a parte da produção vocal e letra.

A mistura foi da responsabilidade de Matthew Sim, “grammy nominated mixer, producer” residente nos Germano Studios em Nova Iorque.

A finalização da faixa foi feita pelo engenheiro em masterização Randy Merrill, conhecido por trabalhos como “Thank you, next” – Ariana Grande, “Lover” – Taylor Swift ou “Hapiness Begins” – Jonas Brothers.

 

 

O vídeo:

A direção do vídeo foi feita por Dénis Rhomays, contando com Catarina Melo na captação e produção de imagem e fotografia, Auelde Fontes como assistente de câmara.

 

“A ideia do vídeo surgiu na viagem de regresso a casa depois da intensa digressão no Reino Unido. Lembro-me de estar no ferry em direção a Calais (França) e o único pensamento que me assombrava era “e se nunca chegarmos a casa?”. Foi algo bastante marcante pelo que fez todo o sentido escrever uma nova música sobre o tópico. Creio que a parte mais difícil foi tentar passar a mensagem para imagens. Contudo estamos todos muito satisfeitos com o resultado final e acredito que é o nosso melhor vídeo e música até à data.” – Dénis Rhomays.