Cantora Elisabete Matos é a madrinha do Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu

Entre 7 e 29 de abril, Viseu irá ouvir grandes nomes da música, nacionais e internacionais, em diferentes palcos do concelho. O 10º Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu (FIMPViseu) incluirá competição, formação, criação, sensibilização e fruição musical, num programa que irá envolver mais de 300 artistas, num total de 21 concertos e 18 workshops e masterclasses para estudantes e profissionais de música. A soprano Elisabete Matos é a madrinha do festival.
De destacar, a estreia mundial de “Quatro obras para piano para a mão esquerda” e o 2.º Concurso Internacional Piano de Viseu que vai atribuir 13.500 euros em prémios – já há inscritos de quatro nacionalidades, sendo que ainda não terminou o prazo de inscrição.
Serão nove os palcos que vão acolher o programa – Aula Magna, Igreja da Misericórdia, Teatro Viriato, Câmara Municipal de Viseu, Sé de Viseu, Museu Grão Vasco, Forum Viseu, Hotel Grão Vasco e Conservatório Regional de Musica -, mas o festival alarga-se a espaços e públicos mais afastados da fruição musical, através de concertos pedagógicos junto de crianças, adultos e idosos. No total, serão contempladas duas mil pessoas de 21 escolas e instituições, incluindo o Hospital de S. Teotónio, a Associação de Paralisia Cerebral de Viseu, o Lar da Misericórdia D. Leonor e o Estabelecimento Prisional.
José Carlos Sousa, diretor artístico do FIMPViseu, disse em conferência de imprensa, que este festival “está a afirmar-se cada vez mais como uma referência na cena musical nacional e internacional”.
No encontro com os jornalistas – que começou com um momento musical interpretado pela jovem flautista Inês Almeida Correia, aluna do Conservatório de Viseu -, o diretor artístico do FIMP fez-se acompanhar pela presidente da Proviseu, Emília Amaral, pelo presidente do Município de Viseu, Almeida Henriques, pela vereadora da Cultura, Odete Paiva, por Jorge Martins, diretor artístico e presidente do júri do Concurso Internacional de Piano de Viseu, e pela soprano Elisabete Matos. A cantora, que também terá uma atuação incluída no programa, manifestou a sua alegria por ser madrinha do festival, cuja qualidade elogiou.