CDU (PCP-PEV) alerta para problemas nas povoações da Freguesia de Pinheiro (Oliveira de Frades)

A eleita da CDU (PCP-PEV) na Assembleia de Freguesia de Pinheiro, Susana Santos e o candidato à Câmara Municipal de Oliveira de Frades pela CDU, Miguel Martins, estiveram no passado sábado dia 29 de Julho em contacto com a população da freguesia de Pinheiro para prestar contas do trabalho realizado e ouvir os moradores que expuseram à CDU um conjunto de problemas para resolver.

Para além dos problemas relacionados com a falta de corte e limpeza das valetas foi referido a necessidade de:

– Melhorar o caminho que liga a povoação do Couço ao Ral e o caminho florestal que liga o Ral a Porto Ferreiro essencial para servir a população assim e para permitir a passagem de carros de bombeiros em caso de incêndio florestal;

– Restabelecer a água no lavadouro público de Porto Ferreiro, que está sem água há mais de uma semana, lavadouro ainda utilizado pela população;

– Proceder à manutenção da barreira junto ao lavadouro público em Porto Ferreiro que desmoronou há mais de dois anos.
– Alargar o caminho no centro da aldeia de Porto Ferreiro, junto ao cruzamento da Rua do Chafariz com a rua do Lavadouro. Segundo informação que a CDU teve acesso a proprietária já manifestou a intenção de ceder uns metros para permitir que os veículos curvem com facilidade e em segurança (coordenadas 40.7119772,-8.221303)
– Drenar as águas pluviais junto a habitação na aldeia do Couço (coordenadas 40.7054234,-8.214493)

– Drenar as águas pluviais, através da colocação de valetas na rua do campo de futebol junto a habitações. Para além das águas estarem a estragar a própria via está em causa também a comodidade das pessoas e a sua segurança (coordenadas 40.721975,-8.213066)

– Colocar espelho de visibilidade caído em Pinheiro de Lafões junto à paragem de autocarro (40.7258354,-8.211773)

Estes problemas, alguns deles já denunciados pela CDU na Assembleia de Freguesia de Pinheiro, foram remetidos para a junta de freguesia de Pinheiro para que, se for o caso, o desconhecimento não sirva de pretexto para a ausência de intervenção.