Chefe da Casa Civil de Marcelo Rebelo de Sousa tem raízes moimentenses

Fernando Frutuoso e Melo, que tem raízes em Moimenta da Beira, será o chefe da Casa Civil do Presidente da República eleito, Marcelo Rebelo de Sousa.

Licenciado em Direito, Fernando Frutuoso e Melo, 60 anos, (filho do advogado António Frutuoso e Melo, antigo presidente da extinta FNAT – Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho, e sobrinho dos médicos Fernando e José Frutuoso e Melo, todos nascidos em Caria, Moimenta da Beira) é atualmente diretor da política de cooperação e da ajuda externa da Comissão Europeia, em Bruxelas, instituição onde tem um longo currículo, tendo ali já desempenhado funções de relevo no Diretório Geral para o Desenvolvimento, onde chegou a chefe de unidade em 1993, na Direção Geral (DG) de Recursos Humanos e na DG das Pescas, antes de se juntar, em 2004, ao gabinete privado do comissário Olli Rehn, então responsável pelo alargamento.

Em 2006 foi nomeado diretor do Secretariado Geral para a Comissão, sendo responsável sobretudo pelas relações com o Parlamento Europeu. Em 2009 juntou-se ao gabinete privado do então Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, como chefe-adjunto. E em maio de 2012 foi nomeado vice-diretor-geral da DG Recursos Humanos e Segurança. Um ano depois, em julho de 2013, foi designado Diretor Geral da Cooperação para o Desenvolvimento DG – EUROPAID, assumindo as novas funções em novembro. Antes de entrar para a Comissão trabalhou na função pública em Portugal e no setor privado.