Cruzes do Calvário na cidade de Lamego apelam a profunda reflexão

Durante as celebrações da Semana Santa, seis conjuntos de Cruzes do Calvário de grandes dimensões destacam-se na paisagem da cidade de Lamego, pretendendo apelar a uma profunda reflexão interior e relembrar a crucificação de Jesus Cristo e a sua morte. A iniciativa do Município de Lamego foi materializada a partir do desenho executado por Raquel Barros, arquiteta da Câmara Municipal de Lamego. O esboço inicial foi depois ganhando corpo, pelas mãos experientes de Paulo Ribeiro, serralheiro da autarquia, que materializou em aço o mais importante símbolo da Quaresma.
Raquel Barros explica a ideia que esteve na génese deste trabalho: “Nas minhas memórias, quando recordo a crucificação de Cristo, associo sempre à imagem da Sua cabeça tombada. Assim surgiu a forma da Cruz, tentando indicar a presença do Seu corpo, ganhando também destaque através da sua dimensão. As outras cruzes, procuram transmitir a compaixão de Cristo, albergando debaixo dos seus braços, os outros homens, com ele crucificados”.

rhdr