Estão abertas as candidaturas ao “VISEU CULTURA”

“Programar”, “Animar”, “Revitalizar” e “Criar” são as linhas de financiamento disponíveis para os anos 2018/2019

O Município de Viseu abriu na passada quinta-feira, 7 de dezembro, as candidaturas ao instrumento de apoio a projetos culturais independentes, o “VISEU CULTURA”, para os anos 2018/2019.

A linha de financiamento municipal a eventos culturais – designada de “Programar” (antigo “Viseu Terceiro”)– tem por prazo limite o dia 31 de dezembro de 2017. As demais três linhas – “Animar”, “Criar” e “Revitalizar” – têm candidaturas abertas até 31 de janeiro de 2018. Os avisos de abertura, os formulários de candidatura e as normas do programa estão já disponíveis para consulta na página web da Câmara Municipal, em www.cm-viseu.pt.

A apresentação de candidaturas deverá ser realizada mediante o preenchimento de formulário próprio – de acordo com a respetiva linha de financiamento –, a remeter através do email cultura@cmviseu.pt, mediante os termos que constam dos avisos de abertura. Eventuais pedidos de esclarecimento podem ser formulados por escrito para o endereço eletrónico anteriormente indicado, tendo em consideração a data estabelecida em cada aviso.

As quatro linhas de financiamento municipal orientam-se para objetivos distintos, mas integrados, de fomento cultural: a “Programar” está vocacionada para o apoio a eventos culturais e criativos; a “Animar” é orientada para estimular projetos de animação e valorização cultural de equipamentos e/ou locais patrimoniais; a “Revitalizar” tem em vista o rejuvenescimento e a valorização do Folclore; e a “Criar” elege como objeto o fomento de criações de artistas locais, a sua valorização económica e distribuição.

Segundo o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, “com o ‘Viseu Cultura’, o Município desenvolve uma política mais estruturada e integrada de fomento e estímulo à criação, programação e revitalização culturais no concelho. No contexto nacional e à sua escala, é de forma destacada o município que disponibiliza o maior orçamento para este fim. Os tetos de apoio a projetos independentes, integrados em concursos públicos, são também os mais elevados à dimensão nacional.”

De acordo com as normas publicadas, o “conjunto das linhas de apoio, uma mesma entidade ou projeto poderá beneficiar, na totalidade, de um apoio financeiro até 100 mil euros”. É ainda considerado o apoio não financeiro, traduzido na isenção ou redução de taxas municipais, cedência de meios técnicos e logísticos e outros serviços.

O “Viseu Cultura” tem como objetivo sustentar, diversificar, alargar e simplificar o acesso a estímulos para a criação, programação e revitalização cultural no concelho. A formação de públicos, a promoção da sustentabilidade e a inclusão de outras necessidades e manifestações culturais são outros objetivos visados. O financiamento global cresce para 1,2 milhões de euros.