ExpoSocial: Pelos territórios das Famílias

O Município e a Rede Social de Seia, com a colaboração dos parceiros do Conselho Local de Ação Social (CLAS) de Seia, vão promover, de 28 de setembro a 1 de outubro, a 14ª ExpoSocial.

De volta a edições anteriores, a organização visa promover, com esta iniciativa, o intercâmbio de experiências entre instituições, técnicos e a comunidade em geral. Neste sentido, o programa contempla espaços de reflexão, debate, exposições e oficinas, a que se associam caminhadas, visitas culturais e momentos de convívio, integradas em datas comemorativas.

Assim, no dia 28 de setembro, sob o chapéu das Jornadas Europeias do Património, o Museu Natural da Electricidade apresenta ao público uma nova exposição temporária: “Ex-votos, Manifestações de Fé”, com abertura agendada para as 15h. À noite, às 21h30, sobe ao placo da Casa Municipal da Cultura a peça “Le Fumiste”, uma homenagem à memória, contada a partir do teatro de objetos, com humor, magia e poesia.

No dia seguinte (29 de setembro), no mesmo espaço e em associação ao Dia Mundial do Coração, será formado um coração humano junto ao museu, atividade que antecipa o percurso pedestre orientado que se vai realizar na Senhora do Desterro, com a colaboração da União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros, a Cruz Vermelha Portuguesa – Núcleo de Seia e a Casa de Santa Isabel. Este é um convite para caminhar ao ar livre e desfrutar da natureza.

Finalizada a atividade física, a organização propõe posteriormente, integrado também nas Jornadas Europeias do Património, uma visita guiada ao Museu Natural da Electricidade, uma oportunidade de conhecer e revisitar a centenária Central Hidroelétrica da Senhora do Desterro e a história da indústria elétrica em Seia.

Mais tarde, pelas 15h30, Mag Rodrigues fará uma visita guiada à exposição da sua autoria: “As Senhoras – ensaio fotográfico sobre a mulher e a saúde mental”. Patente na Casa Municipal da Cultura, de 6 de setembro a 6 de outubro, a exposição retrata a rotina de mulheres entre os 30 e 60 anos com doenças psiquiátricas de cariz agudo ao crónico. A mostra centra-se no dia-a-dia destas mulheres, todas elas residentes numa instituição psiquiátrica, pretendendo a autora tornar visível a saúde mental – tornar o invisível visível.

O dia 30 de setembro é reservado às Conversas InterMunicipais “Pelos Territórios das Famílias”, um espaço de debate e reflexão sobre as vivências familiares, mudanças na vida das famílias e nas relações pessoais. O encontro é dirigido a técnicos, dirigentes, mas também aos cidadãos de todos os municípios da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela.

O programa de atividades encerra no dia 1 de outubro, numa festa dedicada ao idoso, com ritmos musicais, em associação ao Dia Internacional do Idoso, Dia Mundial da Música e Dia Mundial do Coração. O “Chá Dançante” decorre durante a tarde, no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal 1, e visa proporcionar momentos de convívio entre a comunidade sénior do concelho – utentes das Instituições Particulares de Solidariedade Social e cidadãos com mais de 65 anos de idade, reformados e pensionistas.

Esta atividade, à semelhança das Conversas InterMunicipais, são de participação gratuita, sendo que carecem de inscrição prévia, que pode ser efetuada no site do Município (www.cm-seia.pt).