Igreja Românica de Covas do Barroso alvo de intervenção

O Presidente da Câmara Municipal, Fernando Queiroga, o Diretor Regional de Cultura do Norte, António da Ponte, e o Diretor da Fundação Iberdrola, Ramón Sánchez, assinaram esta terça-feira, dia 21 de novembro, uma adenda ao Protocolo de Cooperação no âmbito do Plano Românico-Atlântico 2015-2018.

O protocolo prevê uma intervenção de conservação e restauro na Igreja Românica de Covas do Barroso, um edifício datado do século XIII e que constitui um importante monumento histórico de arte românica no património nacional.

“Gostamos de preservar aquilo que é nosso, o nosso património e a nossa história. Esta intervenção vai permitir destacar os traços originais do imóvel, em particular do interior da igreja e, em simultâneo, valorizar ainda mais a nossa riqueza cultural”, referiu Fernando Queiroga aquando da assinatura do protocolo.

Uma parte da comparticipação financeira inerente ao restauro da igreja decorre no âmbito das relações estabelecidas com a Iberdrola na sequência do projeto do Sistema Eletroprodutor do Tâmega (construção das barragens do Alto Tâmega).

O Plano de Restauro do Românico Atlântico é um projeto levado a cabo pelo Ministério da Cultura de Portugal, a Junta de Castilla y Léon e a Fundação Iberdrola, que contempla o restauro e manutenção do património de arte românica existente em Portugal e Espanha, nomeadamente, nos monumentos situados nas áreas envolventes dos rios Tâmega e Douro.

Além da recuperação do património cultural, natural e social da região, o plano visa ainda ajudar a dinamizar a atividade socioeconómica e potenciar os laços transfronteiriços entre os dois países.