Marca “Auga de Galicia” promovida na Termatalia Brasil

Águas engarrafadas e turismo termal da Galiza foram os principais focos de divulgação no grande evento mundial que se realizou recentemente em Foz do Iguaçu (Estado do Paraná)

O Clúster da Água Mineral e Termal da Galiza participou na Termatalia Brasil, com o objetivo de promover internacionalmente a marca “Agua de Galicia” através de um grande stande que incluía um Bar de Águas, uma exposição dos balneários da Galiza, uma sala onde foi feita a Prova Internacional de Águas e também um espaço de projeção documental baseado nos recursos termais da Galiza, elaborado pela Cátedra de Hidrologia Médica da Universidade de Santiago de Compostela.

Iniciativa pioneira na Europa

A divulgação da “Auga de Galicia” (marca que inclui a promoção, tanto das termas, como das águas engarrafadas) contribuiu para posicionar a Galiza como comunidade líder no termalismo em Espanha. O Clúster da Água Mineral e Termal da Galiza é uma experiência associativa original e pioneira na Europa, já que não existe nenhum clúster que aglutine os balneários e as empresas de águas engarrafadas. Tal como referiu o gerente do Clúster, Benigno Amor, “com esta participação mostramos as nossas termas e as águas engarrafadas sob a marca “Auga de Galicia”, fomentamos a cooperação entre as empresas galegas e lationamericanas e partilhamos os nossos conhecimentos na aplicação das novas tecnologias e na valorização e proteção dos aquíferos das águas minerais”

Transmitir conhecimentos à comunidade internacional

A Termatalia Brasil proporcionou ao Clúster a oportunidade de explicar à comunidade internacional “a nossa experiência neste maravilhoso projeto vinculado às águas minerais da Galiza, o qual suscitou bastante interesse, já que é extensível a qualquer território que possua estes preciosos recursos” reforçou Benigno Amor.

A participação na Termatalia Brasil contou com o apoio do Instituto Galego de Promoção Económica (IGAPE); da Junta da Galiza, do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e da Associação Galega de Turismo Rural AGATUR. Ainda com o apoio destas entidades, mas através da linha “Galicia Exporta Empresas”, participaram várias empresas galegas especializadas em turismo de saúde, tais como: Autoxiro, Lisardo Dorribo, Gala Termal y Peloides Termales.

“Terra da Água”

A Galiza é uma das regiões europeias com maior riqueza termal e de águas minerais. Consequentemente, tem maior tradição no consumo de águas engarrafadas como bebida e utilização dos balneários termais como tratamentos de saúde e lazer. Este facto, aliado à repercursão social e económica que as águas minerais e termais têm alcançado nas últimas décadas, deu lugar a que a Galiza seja conhecida como “Terra da Água”.

Atualmente, o número de mananciais de águas minerais existentes na Galiza é superior a 300 (há mais de 2.000 em Espanha), o que representa uma indústria muito ativa e vinculada à exploração de águas minerais, com 10 plataformas de engarrafamento (100 em Espanha) e 21 balneários (116 em Espanha). Esta realidade tem como particularidade o facto de estas indústrias estarem a criar riqueza nos meios rurais do interior daquela comunidade autónoma.

180 milhões de euros em 2017

O setor das águas minerais e termais na Galiza conta com duas associações empresariais bastante representativas: a Associação Galega da Propriedade Balneária ((Balnearios de Galicia) e a Associação Galega de Empresas de Engarrafamento de Água Mineral Natural (AGAMIN).

Na base deste potencial foi constituído, em 2011, o Clúster da Água Mineral e Termal da Galiza, impulsionado por ambas as associações com o apoio do governo regional. No total, o conjunto destas empresas faturou 180 milhões de euros em 2017, somando cerca de 1.500 postos de trabalho à economia galega.