Nova agenda do Teatro Municipal da Guarda Jazz e Dança são destaques de abril a julho no TMG

O Município da Guarda apresentou, em Conferência de Imprensa, a 3 de abril, a Agenda do TMG para os próximos meses. De abril a julho, o Jazz e a dança são os grandes destaques desta programação que inclui uma edição do Ciclo Guarda in Jazz com 7 espetáculos e a apresentação de 1 livro. O ciclo decorrerá entre 29 de junho a 12 de julho no TMG com os projetos Slow is Possible, Elas e o Jazz (projeto de standards de Marta Hugon, Mariana Norton e Joana Machado), Trio Lokomotiv, Vitor Rua, João Hasselberg, The Bad Plus (EUA) e Jazzamboka (Canadá) e ainda a apresentação do livro “O Jazz depois do Jazz” da autoria de Ivo Martins.

Na dança, que tem forte presença neste quadrimestre, terão lugar os espetáculos “Merci – A Antestreia” de Sara Vaz (7 de abril), “Vespa”, espetáculo que marca o regresso aos palcos do bailarino e coreógrafo, Rui Horta (21 de abril), “Doesdicon” numa criação de Tânia Carvalho com o Grupo Dançando com a diferença (18 de maio) e “Eu maior” de Lara Pacheco, espetáculo que contará com a colaboração de crianças da Guarda com e sem deficiência (15 de junho).

Destaque também para os concertos de Rui Veloso no dia 25 de abril. O “pai do rock português” foi o nome escolhido para celebrar o Dia da Liberdade que é também a data do 13º aniversário do TMG. A 26 de maio é Ana Bacalhau (Deolinda) que atua no grande auditório. A artista vem apresentar as canções do seu disco a solo. E a 16 de junho, Viviane “Canta Piaf”. A ex-vocalista dos Entre Aspas traz ao TMG as músicas de uma das maiores vozes da canção francesa, Edit Piaf.

No teatro, destaques para os espetáculos de “Portugal não é um país pequeno” de André Amálio, no dia 13 de abril; “Um mundo mágico” a partir se Alves Redol pelo Teatro das Beiras, no dia 18 de abril e a estreia da nova produção do CalaFrio, “O Cultivo de Flores de Plástico” de Afonso Cruz, que acontecerá entre 9 e 12 de maio.

As exposições: Transformações – Da Memória à Vanguarda, uma coletiva do projeto: Algarve Artists Network e “Transparências” de Brigitte Von Humboldt são o destaque neste quadrimestre na área das artes plásticas. Ambas estão integradas no SIAC 3 – Simpósio Internacional de Arte Contemporânea da Guarda e vão estar patentes na Galeria de Arte do TMG entre 2 de junho e 31 de julho.

No cinema, continuam os filmes de autor e a colaboração com o CineClube da Guarda. Ao longo destes quatro meses, o Município da Guarda continua a sua aposta no Serviço Educativo com as oficinas: “O som, a imagem e o palco”, “Viagem Sonora”, “Música, estórias e memórias”, a continuidade do Plano Nacional de Cinema e a apresentação do espetáculo “O homem que está sentado à porta e a mulher que sonhava” de Élia Fernandes e Pedro Carvalho, depois da residência artística dos criadores no primeiro trimestre do ano.