Novos irmãos da Misericórdia de Lamego comprometem-se a dar apoio social

A Santa Casa da Misericórdia de Lamego deu as boas vindas aos novos irmãos desta instituição que foram admitidos numa sessão solene que decorreu na última sexta-feira, 4 de março, depois de se comprometerem a praticar as 14 Obras de Misericórdia, nomeadamente a prestarem apoio espiritual e material aos mais desfavorecidos. A poucas semanas de comemorar o 497º aniversário da sua fundação, a Misericórdia de Lamego, uma das mais antigas do país, é constituída por cerca de 400 irmãs e irmãos que dão muito da sua vida no serviço ao próximo, sobretudo junto dos mais desprotegidos e marginalizados.
Na intervenção de encerramento que proferiu após a imposição simbólica das “opas” desta instituição e a entrega de diplomas de admissão, António Marques Luís, Provedor da Misericórdia de Lamego, exortou todos os irmãos “a que com o seu tempo disponível, com o seu conhecimento, com sua experiência profissional, com a sua experiência de vida e saber, participem ativamente no trabalho desta instituição, para que ela possa ser cada vez mais forte, mais atuante, mais interventiva, em suma mais empenhada em prestar um serviço de excelência a todos quantos necessitam do seu apoio e dos seus serviços”. “Saibamos todos ser dignos do legado que recebemos”, sublinhou.
Organização multissecular que desde a sua génese sempre esteve na linha da frente no apoio social aos mais carenciados do concelho de Lamego, possui hoje várias valências que servem cerca de 450 utentes e empregam 120 pessoas.
Para assinalar os 497 anos da sua fundação, está a ser preparado um programa de comemorações que terá lugar no Teatro Ribeiro Conceição, no próximo dia 16 de abril. Estas celebrações vão contar com a participação de relevantes personalidades locais e nacionais e terminam com a celebração de uma missa pelo Bispo de Lamego na Igreja das Chagas, a primeira eucaristia que decorrerá neste templo religioso após a conclusão dos trabalhos de requalificação.