PAULA GARCIA NOVA DIRETORA DO TEATRO VIRIATO

Paula Garcia é a nova diretora-geral e de programação do Teatro Viriato, sucedendo no cargo a Paulo Ribeiro, recentemente nomeado pelo Ministério da Cultura para diretor artístico da Companhia Nacional de Bailado. Para Almeida Henriques, presidente da autarquia viseense, trata-se de uma “solução sem ambição”.
A direção do Centro de Artes do Espetáculo de Viseu – Associação Cultural e Pedagógica (CAEV) – que foi constituído, em 1998, para programar e gerir o Teatro Viriato ao abrigo de um protocolo de financiamento tripartido assinado com a Câmara Municipal de Viseu e Ministério da Cultura – considera que a escolha de Paula Garcia “garantirá a continuidade e identidade do projeto artístico do Teatro Viriato”.
Almeida Henriques disse aos jornalistas que Paula Garcia “é uma pessoa competente”, mas que a Câmara teria preferido uma criadora de carreira reputada, cujo nome não quis revelar, para substituir Paulo Ribeiro. “Procurei, em diálogo estreito com o Ministério da Cultura e com o CAEV, uma solução positiva, renovadora e ambiciosa”, afirma. “A solução agora conhecida, da responsabilidade do CAEV, é para o Município de Viseu uma resposta interna, de transição e destituída de ambição, que salvaguarda no imediato os interesses de continuidade de gestão e organização do Teatro Viriato”.
Diretora adjunta do Teatro Viriato, desde 2007, Paula Garcia colaborou ativamente com o coreógrafo Paulo Ribeiro na definição da estratégia de programação da instituição; na criação/consolidação de relações de parceria nacionais e internacionais; bem como no desenvolvimento de conceitos e conteúdos artísticos que têm alicerçado projetos de produção própria do Teatro Viriato. O seu percurso iniciou-se em 1998, como Assistente de Direção; tendo acumulado, posteriormente, a coordenação da Produção (desde 1999).
À semelhança do que aconteceu quando Paulo Ribeiro foi nomeado para assumir a direção artística do Ballet Gulbenkian, em 2003, a Companhia Paulo Ribeiro mantém-se como estrutura residente do Teatro Viriato e passará a ser dirigida pelos coreógrafos António Cabrita e São Castro.