Proposta do Núcleo Concelhio de Carregal do Sal do BE para umas Festas do Concelho mais ecológicas

– Substituir o material dos copos de plástico descartáveis utilizados, por material em PVC, porque o plástico descartável tem um grande impacto na natureza. Podemos criar cauções em todos os estabelecimentos de venda de bebidas;

– Sabendo que a maioria dos restaurantes já utiliza material em cerâmica seria benéfico estender a substituição aos copos descartáveis por reutilizáveis a todos os ‘comes e bebes’. Em muitos estabelecimentos continuam a ser usados recipientes descartáveis para toda a refeição (sobretudo copos). A quantidade de lixo produzido em apenas uma refeição é enorme. Uma feira ecológica devia prevenir a não utilização desnecessária de descartáveis;

– Regulamentar o uso de garrafas de vidro com tara (reutilizáveis) para todo o serviço de mesa. Exemplo disso é a substituição do uso de garrafas de plástico por garrafas de água de vidro nos restaurantes;

– Sabemos que não é hábito nas Festas do Concelho a existência de stands de comercialização de animais domésticos e selvagens mas deixamos a proposta de proibição de stands de venda de animais domésticos e selvagens, pois consideramos que neste tipo de eventos não são proporcionadas as condições necessárias a estes animais , causando stress desnecessário, por vezes a morte (visível em vários eventos foram do Concelho todos os anos nas tartarugas/cágados) e a objetificação destes animais, que por serem irracionais, não deixam de ser sensíveis;

– Não aceitação de entretenimento com animais em cativeiro. Nas Festas do Concelho do ano passado e na Feira da Pinha e do Pinhão deste ano teve um stand que, tendo animais em cativeiro, apenas os usa para o entretenimento de quem os vê e de quem tira fotografias com eles. Estes animais fazem viagens muito duras para participarem nestes certames e sofrem consideravelmente com os flashes das máquinas fotográficas. O efeito é contrário ao desejável: aqui, os animais são mais uma vez vistos como objetos e não como seres vivos que merecem respeito e tranquilidade durante a sua vida;

– Criar um projeto de sanitários mais ecológicos. Criar um programa de transformação dos sanitários em espaços mais ecológicos com diminuição do consumo de água. Como exemplo pode ser a utilização de urinóis secos. Substituir o papel higiénico “normal” por papel higiénico reciclado;

– Elaboração de um eco-regulamento para os parceiros das Festas do Concelho. A elaboração de um regulamento que preveja a adoção das medidas anteriores, bem como de outras, pelos parceiros deste nosso certame, como forma de garantir que todos e todas estão a caminhar no mesmo sentido;

 

Também medidas mais estruturais para o município:

 

– Criação de linhas de autocarros noturnos. A pegada deixada pela necessidade de utilização de veículos individuais para usufruir da feira é enorme. Como forma de compensar essa pegada, deveriam ser criadas linhas de transportes coletivos noturnas, que constituiria não só uma medida ecológica, mas também social, pois garante igual mobilidade à maior parte dos e das carregalenses;

– Criação de uma rede de bicicletas elétricas públicas. A criação deste serviço ajudava a diminuir a necessidade de utilização de veículos poluentes para a deslocação às Festas do Concelho. A criação de uma rede de bicicletas elétricas públicas serviria para incentivar ao uso da bicicleta como meio de transporte individual.

 

O Núcleo Concelhio de Carregal do Sal do Bloco de Esquerda