PSP DE VISEU REDUÇÃO DE 13 EFETIVOS – PARQUE AUTOMÓVEL ENVELHECIDO – EQUIPAMENTOS OBSOLETOS – EDIFÍCIOS DEGRADADOS

Os deputados do PSD, eleitos pelo círculo eleitoral de Viseu, reuniram esta 2.ª feira com o Comando Distrital da PSP de Viseu e com representantes do SINAPOL – Sindicato Nacional da Polícia para análise das condições de trabalho dos agentes da Polícia e dos recursos disponíveis no comando de Viseu e Lamego.

Constatou-se que ao crescimento da cidade de Viseu e aumento das competências da Polícia, não correspondeu o aumento do efetivo do comando, que se mantém a níveis dos anos 80. E se este problema era já de si preocupante ele agravou-se muito desde 2017, com a saída de 15 elementos efetivos do quadro e a reposição de apenas 2 agentes para sua substituição. Trata-se de uma situação muito preocupante porque limita significativamente a capacidade de intervenção e resposta da Polícia. Acresce que cerca de 35 agentes se encontram em condições excecionais e de mobilidade, não integrando o quadro de Viseu, podendo a qualquer momento ter de regressar ao lugar de origem, agravando ainda mais a capacidade de resposta do comando. Pergunta-se: será necessário acontecer alguma tragédia para que o Governo atenda às necessidades de reforço de agentes no comando distrital de Viseu?

Por outro lado, as condições para o exercício de funções são muito precárias em alguns aspetos, salientando-se o seguinte:

Material informático obsoleto e escasso (computadores, impressoras, fotocopiadoras, etc.);

Parque automóvel envelhecido (o Comando não recebeu qualquer viatura nova durante na presente legislatura);

Viaturas elétricas paradas há 3 anos por falta de reparação/substituição das baterias (viaturas adstritas ao Contrato Local de Segurança);

Edifício de Viseu sem climatização por falta de verba para reparação;

Edifício de Lamego em péssimas condições a carecer de intervenção estrutural;

Eis, em conclusão, a forma como o Governo tem tratado as forças de segurança no comando da PSP de Viseu. Fruto das opções políticas do Governo e da esquerda parlamentar, a polícia tem visto diminuir as condições necessárias para um cabal cumprimento da sua missão de zelar pela nossa segurança.

Por último, é de toda a justiça reconhecer o profissionalismo e a dedicação de todos os profissionais da Polícia que, mesmo com um aumento da criminalidade nos últimos anos, têm abnegadamente garantido a manutenção da ordem, segurança e tranquilidade públicas. Sem esta entrega, os resultados poderiam ser muito mais graves.

Perante estes factos, os deputados do PSD irão questionar o governo sobre a falta recursos humanos e as condições de trabalho destes profissionais, exigindo que, rapidamente, se colmatem estas graves falhas, responsabilizando os governantes se algo mais grave acontecer.

Os Deputados do PSD, eleitos pelo círculo eleitoral de Viseu