Rotary Club reconhece Município de Viseu como sócio honorário

Protocolo tripartido permite instalação da Universidade Sénior do Rotary Club nas instalações da Santa Casa da Misericórdia de Viseu

O Rotary Club de Viseu reconheceu esta segunda-feira o Município de Viseu como sócio honorário. A distinção foi entregue após a assinatura do protocolo de colaboração entre as duas instituições e que inclui ainda a Santa Casa da Misericórdia de Viseu.

Este acordo tripartido resulta na mudança da Universidade Sénior do Rotary Club para as instalações da Santa Casa, ainda que de forma provisória, uma vez que está acordado que no futuro, a Universidade Sénior venha a ficar instalada no edifício do Orfeão, na rua Direita.

Isso mesmo foi recordado pelo Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, na sua intervenção.

“O mais certo é que este protocolo a cinco anos não seja cumprido até ao fim”, constatou, adiantando que “a intervenção no edifício do Orfeão deverá ser adjudicada até final do ano e a obra poderá ser inaugurada em julho de 2021.

Por agora, o Município vai dar um apoio anual de 24 mil euros para que a Universidade Sénior do Rotary Club prossiga o seu trabalho junto da comunidade, proporcionando um envelhecimento ativo.

Almeida Henriques lembrou, a propósito, que “uma sociedade mais rica é aquela que consegue envolver as instituições e as pessoas”.

“Criar uma cidade feliz é o desígnio que tenho juntamente com a minha equipa. É esta a sociedade que preconizo”, salientou, orgulhando-se do trabalho de parceria e proximidade com as inúmeras instituições existentes no Concelho. Como exemplo, lembrou a mobilização em torno da Atividade Sénior, programa municipal que mobiliza na edição deste ano mais de 2.500 seniores e 90 entidades.

“O compromisso do Município com o desígnio da qualidade de vida para todos tem inspirado uma política inovadora no domínio do envelhecimento ativo, a pensar nas pessoas e na sua felicidade”, reforçou.

Também o Presidente do Rotary, Guilherme Almeida, destacou o trabalho em prol das pessoas que as três instituições signatárias deste protocolo têm desenvolvido.

“Este é um dia muito importante para o Rotary e para a Universidade Sénior. Três instituições de referência, com provas dadas, vão cooperar no desenvolvimento de políticas de envelhecimento ativo”, destacou, considerando que “o Município de Viseu está na linha da frente” neste domínio.

Por fim, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Viseu, Adelino Costa, congratulou-se com o facto deste acordo proporcionar “melhores condições de vida às populações”. Mostrou-se, desta forma, disponível para a instituição que lidera acolher “outras iniciativas destinadas às pessoas”.

No âmbito deste protocolo, o Rotary Club irá disponibilizar 60 bolsas de estudo a alunos carenciados indicados pelo Município e pela Misericórdia.