Sabrosa organizou Seminário Internacional sobre Metodologias, Abordagens e Práticas de Inventário do Património Cultural, Material e Imaterial Associado à Rota de Magalhães

O município de Sabrosa organizou, neste fim-de-semana, 16 e 17 de fevereiro, o Seminário Internacional sobre Metodologias, Abordagens e Práticas de Inventário do Património Cultural, Material e Imaterial Associado à Rota de Magalhães, que assinalou simultaneamente o inicio das comemorações em Sabrosa do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-Navegação.
O evento abriu com uma sessão solene com a presença do Presidente do município de Sabrosa, Domingos Carvas, que destacou a importância deste evento para “cimentar a posição de Sabrosa enquanto elemento preponderante deste grande projeto à escala global, e que possa também acrescentar novo conhecimento em torno desta temática, assim como para marcar o início das comemorações locais e regionais do V Centenário da viagem de circum-navegação, e em que todos nós temos enormes responsabilidades”. Contou ainda com a presença de José Marques, Presidente da Estrutura de Missão paras as comemorações do V Centenário da Circum-navegação comandada pelo português Fernão de Magalhães, e com Artur Cristóvão, Vice-Reitor para a área do Planeamento e Internacionalização da UTAD. 
O evento prosseguiu com a palestra do Antropólogo e Historiador espanhol José Manuel Nuñez de la Fuente, subordinada ao tema “O Valor Universal da Rota de Magalhães”, e já no período da tarde foi apresentado o novo Espumante Doc Douro Bruto Fernão de Magalhães, da Adega Cooperativa de Sabrosa, simbolicamente na Exposição Permanente Fernão de Magalhães.
À noite, atuou no auditório municipal de Sabrosa Luísa Amaro, que apresentou o seu mais recente álbum “Mar de Magalhães”.
Já no dia de ontem, 17 de fevereiro, o programa iniciou de tarde, com a tertúlia “1.ª Viagem de Circum-navegação: novos mundos ao mundo”, com Gonçalo Cadilhe, autor do livro “Nos Passos de Magalhães”, Juan Marchena Fernandez, Professor catedrático da Universidade Pablo Olavide de Sevilha, e Alexandre Parafita, Escritor e etnólogo.
O Seminário Internacional encerrou com um concerto pelo Octeto de Sopros da Banda da Armada, ao qual se seguiu um Porto de Honra a todos os presentes. 
Esta ação enquadrou-se no projeto “Os locais e culturas da Primeira Viagem de Magalhães” do qual a Câmara Municipal de Sabrosa é a entidade promotora com comparticipação de fundos europeus (Feder) de 85%.