“Viseu Cidade-Jardim” vai ter roteiros e inventário de árvores

Projeto é desenvolvido em parceria entre o Município, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a QUERCUS e a ADVID

“Viseu Cidade-Jardim” vai ter roteiros e inventários de árvores até ao final de 2017.

A novidade foi avançada esta quinta-feira, 25 de Fevereiro, pelo Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, na sequência da aprovação de um acordo de cooperação entre o Município, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a QUERCUS e a Associação para o Desenvolvimento e Investigação de Viseu (ADVID) para a elaboração de um “inventário arbóreo” da cidade de Viseu e um “sistema de gestão das árvores” do Município.

Para Almeida Henriques, “esta medida é inovadora e honra a tradição de Viseu como cidade-jardim da Beira”. Para o autarca, o projeto “reforçará o planeamento do património arbóreo da cidade e a adoção de boas práticas na sua salvaguarda e manutenção”.

Do projeto resultará, entre outras vantagens, a criação de percursos e roteiros de árvores, com um mapa associado e a identificação das espécies de árvores; um plano de rearborização de Viseu com prioridade para a plantação de espécies autóctones e a correção de situações problemáticas; um inventário georreferenciado de árvores; uma caracterização específica sobre o Parque Aquilino Ribeiro e a Mata do Fontelo; e um “manual de boas práticas de arborização urbana” para Viseu.

O Município de Viseu investirá cerca de 70 mil euros na execução do projeto.