Vouzela dinamiza atividades integradas na iniciativa “Abril, Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância

No âmbito da campanha “Abril, Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”, a Câmara Municipal de Vouzela e a CPCJ vão promover diversas iniciativas com o objetivo de sensibilizar a comunidade para a problemática dos maus tratos nas crianças, aliando a temática das flores enquanto elemento transversal às diferentes iniciativas do Município.

 

Para além da ornamentação, com um laço azul de 180cm, do jardim em frente aos Paços do Concelho e da Rotunda Dr. Simões, na entrada da vila, foram também colocados em vários serviços públicos (Biblioteca, Galeria Leituras (In)esperadas, Câmara Municipal, Gabinete de Educação e Ação Social, Piscina Municipal, Posto de Turismo, Museu, Cineteatro, GNR e Centro de Saúde) várias composições da flor Dente-de-Leão. Na exposição, intitulada “Sopros”, a flor surge como parte do imaginário da infância e pelo simbolismo de esperança que esta planta representa.

 

Integrada no projeto “Páscoa em Cheio”, que decorre na Biblioteca Municipal durante a interrupção letiva da Páscoa, será dinamizada uma ação de sensibilização pelas ruas da vila e comércio local, tendo em vista a distribuição de hastes da flor dente-de-leão, (elementos da exposição “Sopros”) com mensagens escritas por crianças.

 

Já no cineteatro decorre a exposição “Mundo de papel”, um trabalho em pasta de papel que representa a diversidade cultural à escala planetária, elaborado em parceria pela Biblioteca Municipal e pela ASSOL.

 

Finalmente, inserido na 17ª edição do Festival da Canção, que decorrerá no dia 26 de abril, pelas 21h00 no CineTeatro serão dinamizadas as seguintes ações: a projeção do vídeo da CPCJ de Vouzela (2016), a projeção de vídeos dos participantes com mensagens de sensibilização, a apresentação do videoclip “O mundo vamos curar” , um trabalho realizado durante os ensaios do Festival da Canção, com a versão adaptada da canção – Heal the World de Michael Jackson e cujo apontamento conta com o apoio da VFM e da Associação Vouzelar.