FC Porto sofre em Portimão, Sporting empata na estreia de Leonel Pontes

O Sporting empatou hoje 1-1 em casa do Boavista, na quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol, enquanto o FC Porto sofreu para vencer em casa do Portimonense, por 3-2, com um golo aos 90+8 minutos.

No jogo de encerramento da ronda, Leonel Pontes estreou-se no banco dos ‘leões’ com um empate – o mesmo resultado que tinha conseguido da última vez que assumiu o comando interinamente, então 2-2 em casa do Rio Ave –, que deixa os ‘axadrezados’ com o melhor arranque desde que regressaram à I Liga.

A equipa de Lito Vidigal marcou primeiro, num livre direto de Marlon, aos sete minutos, antes de Bruno Fernandes, na conversão de outro livre, desviado num defesa, ter igualado a partida, aos 62, permitindo aos homens do Bessa seguirem invictos na prova.

O jogo contou com a estreia de dois ‘reforços’, Bolasie, titular, e Jesé, suplente utilizado, mas os lisboetas não conseguiram operar a reviravolta no Porto, com o ‘capitão’ Bruno Fernandes a acabar expulso aos 90+1, por acumulação de cartões amarelos.

O Boavista soma agora nove pontos, no quarto lugar, mais um do que os ‘verdes e brancos’, que voltaram a não vencer e são quintos, já a quatro dos rivais Benfica e FC Porto e a cinco do líder Famalicão, no jogo que antecede a estreia na fase de grupos da Liga Europa, na quinta-feira, em casa do PSV Eindhoven.

Em Portimão, só um golo do espanhol Iván Marcano aos 90+8 minutos salvou os ‘dragões’ de ficarem a dois pontos do campeão Benfica, depois de as ‘águias’ vencerem por 2-0 o Gil Vicente, no sábado, dia em que os famalicenses seguraram a liderança, ao baterem o Paços de Ferreira por 4-2.

Num jogo em que foram superiores e em que os ‘azuis e brancos’ pareciam ter controlado as operações, com tentos de Alex Telles, aos 25, de grande penalidade, e Zé Luís, aos 45, os algarvios não baixaram os braços e marcaram dois golos em três minutos.

Dener reduziu aos 74, antes de Koki Anzai restabelecer a igualdade aos 77 e ‘abanar’ a partida, o que se adensou, para os vice-campeões nacionais, com a expulsão de Telles, aos 90+2, ao fazer uma falta sobre um jogador que seguia isolado para a baliza de Marchesín, sendo ‘salvos’ por Marcano, com uma cabeçada certeira no oitavo minuto de ‘descontos’.

A equipa de Sérgio Conceição, que na quinta-feira recebe o Young Boys para a Liga Europa, chegou aos 12 pontos, os mesmos do Benfica, e está a um da liderança, enquanto a equipa do Algarve segue sem ganhar em casa e é 14.ª, com quatro.

Depois de vencer o Sporting em Alvalade, por 3-2, o Rio Ave voltou à I Liga com uma derrota caseira com o Tondela, que ascendeu ao sexto lugar, ao impor-se por 4-2.

Denilson bisou, com Pité e Toro a marcarem para a equipa do espanhol Natxo González, que chegou aos oito pontos, ainda sem perder fora de casa ao cabo de três jogos, enquanto Tarantini e Bruno Moreira marcaram para os vila-condenses, que seguem com sete pontos e no oitavo posto.

Em Ponta Delgada, o Santa Clara venceu por 2-0 o Moreirense, na primeira vitória conseguida este ano nos Açores, graças ao tento de Zé Manuel e autogolo de Fábio Abreu, chegando aos oito pontos, mais um do que os minhotos.

Na Madeira, o Belenenses SAD marcou pela primeira vez no campeonato esta época, num canto direto de André Santos, antes de Kikas e André Sousa completarem o marcador (3-1) em casa do Marítimo, que marcou por Marcelinho.

O novo treinador dos ‘azuis’, Pedro Ribeiro, substituiu Silas com uma vitória à primeira tentativa, conseguindo também o primeiro triunfo do Belenenses, seguindo agora com cinco pontos, mais um do que os insulares.